Você sabe o que é RPA?

 

Você já sentiu que sua empresa, ou, a empresa que você trabalha as coisas não andam? Já ficou incomodado com processos e tarefas repetitivas que claramente poderiam ser feitas por um robô? Muitas empresas passam por isso e acabam perdendo excelentes funcionários devido a uma rotina repetitiva e chata. A nova geração de profissionais está em busca de desafios, querem evoluir, e quando são colocadas em atividades repetitivas sentem que não estão alcançando seu potencial máximo. Todos esses problemas são solucionados quando uma empresa implementa uma solução de RPA. Mas afinal, o que é um RPA? Essa e outras dúvidas você encontra em nosso artigo.

O que é um RPA?

O RPA (Robotic Process Automation) é uma solução tecnológica de automatização de processos, o seu objetivo é substituir ações e tarefas operacionais repetitivas, e de certa forma de baixa importância. Usando essa solução os seus colaboradores ficam livres
para atuar em atividades que exigem o uso de julgamentos, sentimentos e da razão, fatores que contribuem para a inovação e crescimento de qualquer empresa. Esse software atua na área de automação cognitiva de processos, trata-se de uma alta
tecnologia levando a sua empresa para a era da transformação digital mudando a forma como sua empresa interage com a tecnologia.
Mas onde o RPA pode ser aplicado? Se em sua empresa todos os seus sistemas operam sem a mínima integração demandando
toda uma equipe para preencher planilhas ela pode usar a solução tecnológica RPA com robôs, que executarão cada tarefa com uma velocidade muito maior, mais segura e precisa do que de uma pessoa. O RPA tem vários cenários onde pode ser aplicado abrangendo diversas atividades. Com um software RPA a sua empresa pode programar o “robô” desde algo simples, como gerar uma resposta automática a um e-mail, até a implantação de milhares de bots, cada um programado para completar uma tarefa específica. Ao programar um RPA a sua empresa terá a capacidade de interpretar, registrar e capturar determinados processos que os seus colaboradores já operavam, o RPA pode gerenciar dados, responder e se comunicar com outros softwares de sua empresa de forma autônoma. Poderá automatizar tarefas de back e middle office em várias áreas como finanças, seguros, compras, contabilidade, gerenciamento de cadeia de suprimentos (SCM), relacionamento com cliente (CRM) e gestão dos recursos humanos (HRM).

Quais setores mais usam o RPA?

Apesar de poder ser usado em qualquer segmento, o RPA é mais utilizado por setores e/ou empresas que tem uma rotina repetitiva, setores fiscais , de contabilidade, recursos humanos, departamento pessoal e Financeiro utilizam bastante a tecnologia de RPA. Alguns exemplos:

RPA para recursos humanos: Luana é uma analista de RH, um dos grandes problemas é a burocracia que envolve novas contratações, treinamentos e toda a documentação no trâmite de que um novo membro comece mesmo a trabalhar. O RPA para recursos humanos é capaz de gerenciar todos os documentos, dados registros e qualquer função diária repetitiva. Com o RPA ao invés da Luana perder horas preenchendo documentos e fazendo ações repetitivas no sistema da empresa, o software de RPA para recursos humanos fará isso deixando ela livre para focar no que importa como, se relacionar com os colaboradores, usar a criatividade dela para criar ações internas, dentre outras.

RPA para setor fiscal e tributário: Um setor fiscal e tributário tem vários desafios e atividades repetitivas, como a vasta gama de tributos, obrigações acessórias, alteração cotidiana das normas, SPED de todos os segmentos dentre outras. Com um RPA Fiscal a sua empresa poderá automatizar a validação de obrigações acessórias diretamente com o governo, registros de notas fiscais, cadastramento de fornecedores, preenchimentos de guias tributárias, pagamento de impostos e muito mais.

 

 

RPA para contabilidade: O alto volume de atividades repetitivas como conferências manuais e comparação de planilhas no processo contábil e fiscal pode ser automatizado com um RPA contábil. O software de RPA poderá controlar as entradas e saídas de recursos financeiros da empresa é, a movimentação nas contas de clientes e fornecedores, dentre outros.

Quais os benefícios de um RPA ?

– Aumente a produtividade – Bots trabalham 24×7 resultando em maior produção Menores custos operacionais  – Libere seus funcionários para tarefas de maior valor para o negócio;

– Aumente a precisão do trabalho – Elimine erros humanos causados pela entrada manual de dados;

– Minimize erros – o potencial de erro humano é eliminado, o ser humano é limitado e inconsistente um robô não comete esses erros;

– Escale sob demanda – Reduza ou adicione rapidamente bots de acordo com a demanda;

– Encurte os ciclos de desenvolvimento – Crie, teste e forneça novas automações em dias ou semanas;

– Reduza a dependência da TI – Capacite sua força de trabalho, liberando a TI para se concentrar em outros projetos.

Como implementar o RPA em uma empresa?

Ao contrário de outras ferramentas de TI, implementar um RPA é bem simples. Toda empresa seja ela pequena, média ou grande tem processos repetitivos. Podemos dizer que para implantar um RPA pode ser dividido em 3 etapas, é necessário entender as necessidades internas mapeando as atividades que se repetem e podem ser automatizadas, escolher um fornecedor de RPA e por último gerenciar o ciclo de vida do RPA.

Etapa 1 – Mapear as necessidades internas de sua empresa e criar um escopo do projeto para uma implementação bem-sucedida, você precisa analisar profundamente todas as atividades de sua empresa/setor de modo que possa mapear quais atividades podem ser
automatizadas, nós da Sysprice somos especialista em mapeamento de RPA, com o nosso time de projetos, entramos dentro de sua empresa e ajudamos a mapear todos os processos que podem ser automatizados por um RPA, fazer a implementação e sustentação do projeto para a sua empresa. Somos parceiros oficial da IBM, uma das maiores empresas de soluções tecnológicas do mundo e levamos até os nossos clientes as melhores soluções de RPA do mercado. Após definir as necessidades e atividades a serem automatizadas por um RPA, é necessário definir os objetivos iniciais e os colaboradores de sua empresa que serão envolvidos.

Etapa 2 – Escolha de um fornecedor de RPA. Caso a sua empresa tenha mapeado as necessidades e atividades para a implementação de um RPA sem a ajuda de um fornecedor, é necessário escolher um provedor de RPA para a uma análise técnica, mapear a quantidade de licenças necessárias e fazer a implementação e sustentação do software de acordo com cada modelo de negócio.

Etapa 3 – Garantir a sustentação do RPA. Após implantado é necessário um acompanhamento do robô perante cada atividade mapeada
para garantir e otimizar o tempo de cada ação.

Concluindo
Nesse artigo falamos um pouco sobre as soluções e benefícios de se implantar um RPA em sua empresa, os principais benefícios e como implementar um RPA. Essa é uma solução de tecnologia cognitiva onde a IBM é líder no mercado, e a Sysprice é uma das principais parceiras da IBM no Brasil. Quer entender mais sobre o assunto? Fale conosco aqui.